Postagens

[Especial] Para 2018, FORÇA!

Imagem
E cá estamos nós outra vez na correria para os preparativos da grande festa: a virada do ano. 2017 nos marcou, muitas coisas aconteceram, muitos motivos para entrarmos em desespero nos foram apresentados, mas chegamos ao fim de um ano que temos razões para desejar esquecê-lo, porém também temos razões para eternizá-lo em nossas mentes.
Olhe para o seu ano. Talvez tenha conquistado grandes vitórias, tenha vivido queridas experiências, tenha dado passos importantes em sua vida ou talvez tenha chorado mais do que sorrido, tenha perdido mais do que conquistado, tenha tido dias mais nublados do que ensolarados, mas reflita sobre os bons momentos, sobre os melhores deles, desde um possível dia em que alguma criança lhe sorriu até aquele em que você ganhou um abraço inesperado. Quais foram os seus melhores momentos? O que eles significam para você? consegue imaginar como seria 2017 sem eles?
Mas, exaustivamente ou não, chegamos ao fim, sobrevivemos a mais um fim de ano rsrs (que ocorrerá, sem …

Compartilhar

Imagem
Vivemos na era da informação, um período no qual notícias que são destaque no Oriente ganham milhares de informados no Ocidente, ao mesmo tempo. Isso se deu graças, em grande parte, às redes sociais com a função chamada de “compartilhar”; a todo o momento infinitos conteúdos são compartilhados inúmeras vezes por diversas pessoas em nossa “timeline”, mas infelizmente essa função apenas funciona no mundo virtual, não é, de fato, uma realidade.
Compartilhar um abraço, um carinho, uma companhia, palavras animosas ao pé do ouvido, sorrisos pessoalmente com aqueles que dizemos gostar parece impossível, simplesmente não o fazemos e não é por falta de tempo ou praticidade, é por falta de interesse; aos poucos a humanidade se encaminha para a pandemia da solidão proporcionada pela virtualidade, quando ninguém olhará mais para o lado.
“Mas eu compartilho mensagens de bom dia, envio vídeos motivacionais e me faço presente no perfil daqueles que conheço”. De que adianta tudo isso se  ao sair na rua…

O ódio é a ausência do amor

Imagem
Assim como o escuro é a falta de luz e a ignorância a falta de aprendizado, o ódio é a ausência do amor. Uma pessoa cheia de rancores, amarguras e ressentimentos parece viver em um mundo de trevas, em um mundo no qual não lhe é permitido entender o sentido da vida; no entanto, uma pessoa cheia de paz, longanimidade e mansidão parece viver em um mundo onde não há problemas, não existem adversidades, embora ela sofra entende tudo como um aprendizado para o futuro. Aquele que sabe amar não se importa em demonstrar tal sentimento às pessoas erradas, não se importa em ter que perdoar quantas vezes for necessário, porque em seu coração não há espaço para os sentimentos obscuros, ela sabe que o sentido da vida está em saber viver. Contudo jamais devemos julgar as pessoas que vivem em uma intensa melancolia, que não conseguem enxergar o lado bom das pessoas, que não podem optar dos desculpar os erros, que odeiam a vida, pois elas ainda não tiveram o privilégio de amar sem interesses, amar sem c…

[Especial] Para esse Natal, AMOR!

Imagem
O ano passou rápido, os meses mal foram sentidos e as horas se fez de curtos minutos. O tempo passou. Já é Natal!
Eu, particularmente, não comemoro o Natal, porém sei que a grande maioria das pessoas o faz e pensando nisso por que não montar uma reflexão sobre o amor? Não seria essa a essência da data? Não é isso o que representou o nascimento de Jesus Cristo? Não foi esse o maior mandamento do Salvador ao mundo?
Nessa época do ano as famílias se reúnem para a troca de presentes, os amigos se encontram para boas horas de gargalhadas, o sorriso no rosto das pessoas possui uma leveza diferente e o brilho nos olhos é descomunal. Todos, independente da crença ou ausência dela, sentimos algo mais tranquilo nesses dias, isso porque as pessoas estão mobilizadas em agradar, em fazer aquilo que não fizeram ao longo do ano, em demonstrar o carinho que sentem umas pelas outras.
Os encontros são envoltos por emoção, aqueles que se juntam provam o prazer da companhia, costumam se preocupar mais em co…

[Conto] Em Nome do Amor - Capítulo 5

Imagem
Capítulo 05 – Um desejo atendido
Todas as pessoas, todos os seres humanos, grandes ou pequenos, famosos ou anônimos, jovens ou velhos têm algum sonho, cultivam algum desejo em seu coração. Seja o de conquistar o primeiro emprego ou de ter a graça em acompanhar o crescimento dos netos, não existe se quer alguém sem sonhos, sem expectativas ou perspectivas. O que existe é a descrença, a falta de fé, a desmotivação causada pelas dificuldades e por tantos outros motivos que servem para abalar a nossa certeza quanto aquilo que almejamos ter em mãos. Ainda assim o sonho existe, o desejo vive, mas as forças para batalhar pela realização dos mesmos simplesmente evapora. Seja por falta de dinheiro, falta de habilidades, falta de saúde, todos nós também enfrentamos empecilhos no caminho que escolhemos trilhar; uns são mais fortes, vencem com facilidade, outros, mais temerosos, ficam incertos quanto às palavras mágicas “acreditar” e “arriscar”. Muitos têm medo de não conseguir e por isso não se …

[Conto] Em Nome do Amor - Capítulo 4

Imagem
Capítulo 04 – Acreditar
“Acreditar vai além do dizer ‘eu acredito’, acreditar requer demonstrações de uma crença pela qual poucos têm vontade de lutar”.
Existe um famoso pensamento que diz que precisamos perder para dar valor. Indo por essa linha de raciocínio podemos concluir que quanto mais sofremos por conquistar alguma coisa mais conhecemos o seu preço em nossas vidas. E aquele casal tinha noção disso. Felipe e Cecília aprontavam os últimos preparativos na casa que receberia uma nova moradora, a mais especial, a mais querida. Seu quarto, decorado a partir dos gostos femininos da talentosa professora, se tornara o ambiente mais agradável da residência que passara a ser mais feliz, mais colorida, que já ganhava os sutis toques de uma criança. Não pouparam criatividade, não negaram esforços e nem pensaram antes dos gestos, encheram o quarto de bonecas, de jogos interativos, de livros com os mais belos contos e as mais emocionantes histórias que um ser humaninho conseguisse entender. …

[Conto] Em Nome do Amor - Capítulo 3

Imagem
Capítulo 03 – Felicidade
“A felicidade não depende de muita coisa, basta um lar de amor e uma companhia sincera”.
Alguns sonhos, por tão desejados que são, quando começam a se transformar em realidade nos surpreendem, por alguns instantes parecem fruto da nossa imaginação, do nosso anseio, custamos a nos convencer de que é verdade, de que estamos a poucos passos da nossa querida conquista. Laurinha se sentia assim. Sentia-se extasiada embora não soubesse o significado da palavra. Sua alegria era tamanha que acabava criando dúvidas em sua mente: seria verdade? Tudo daria certo? Poderia acreditar em um final feliz? Na pressa infantil queria ter o poder de desvendar o futuro, descobrir os seus mistérios, ter a revelação de como seria a sua vida. Entrou no quarto que dividia com as demais órfãs, estava vazio. Sentou-se na cama, observou seu próprio rosto irradiante no espelho e logo recebeu uma agradável visita de seu inseparável amigo, o que morava na sua imaginação: Bentinho. — Posso sa…

[Conto] Em Nome do Amor - Capítulo 2

Imagem
Capítulo 02 – Doce Solução
“Certos problemas aparecem para que possamos desfrutar de gratas soluções, as quais nos garantem momentos de felicidades”.
Todos temos desejos e sonhamos com a realização dos tais, ansiamos por alguma importante conquista e não temos olhos para mais nada, porém, se descobrirmos que somos incapazes de atingirmos o nosso objetivo perdemos a esperança, já não encontramos sentido na vida, já não acreditamos na felicidade. Nosso desejo é tão grande que acaba nos sufocando e foi exatamente assim, sufocada, que Cecília se sentiu. Na sua mente nasceu muitos pensamentos, dentre eles a convicção de que era uma inválida, que sua missão nesse mundo fracassara, que o seu futuro não passaria de sombras e, o pior, se culpava por tornar a vida daquele pelo qual se apaixonou algo incompleto, vazio. — Vou entender se não quiser mais como sua esposa — não perguntou se existia tratamento, não se interessou pela origem do problema, apenas se preocupou em deixar o marido livre pa…

[Conto] Em Nome do Amor - Capítulo 1

Imagem
Capítulo 01 – Como tudo começou
“Não podemos nos esquecer de que na vida tudo tem uma razão, tudo tem um objetivo. Ainda que levemos uma vida para compreender as respostas elas virão, precisamos de paciência”.
O ano era 2007, mais precisamente perto do Natal, quando os jovens predestinados pelo amor tiveram o primeiro encontro. É engraçado como conhecemos pessoas tão importantes em momentos tão inusitados, a verdade é que uma força maior guia os nossos passos nesse mundo para que vivamos as coisas certas. Seriam funcionários temporários que teriam como principal função conter os demais garçons naquela temporada agitada de férias. A sorte era que o restaurante focado nos frutos do mar possuía uma agradável vista para o mar que tornava os dias possivelmente cansativos em dias de paz. Durante o treinamento mal se viram, nem mesmo se esbarraram, não conheciam a existência um do outro, mas no apreensivo primeiro dia de trabalho acabaram cruzando os olhares. Sim,  o típico formigamento se m…

Da Perfeição da Vida

Imagem
Antes de continuar a leitura do post avalie você mesmo esses poucos versos, o que consegue entender?
Se a sua resposta for a mesma que a minha acho que pensamos de igual forma, mas se for diferente não deixe de me contar!
Por que prender a vida em conceitos e normas?
Ótima pergunta, não? A vida é algo muito mais além do que apenas duas possibilidades, duas escolhas ou dois caminhos. Somos, a todo o momento, levados a enxergar o mundo procurando sua binária visão ao passo que a complexidade do mundo não nos apresenta duas ou três imagens, mas uma infinidade delas. O que existe por aí é o “padrão de normalidade”, quem não está nele é automaticamente excluído, motivo de chacota, inspiração para piadas desrespeitosas. Se é extrovertido demais é chamado de exibido, se tímido demais é metido; se muito estudioso é “nerd”, se pouco é “burro”; se não demonstra sentimentos é arrogante, se os aflora é falso. Está vendo como são as coisas? Somos obrigados a seguir um protocolo, se sairmos dele causamo…

Siga o blog pelo Instagram: